Estimando concentrações de matérias-primas pela lista de ingredientes

Como estimar a concentração dos ingredientes de um cosmético seguindo apenas a lista de ingredientes e encontrar a linha de 1%

 

Você já olhou para a lista de ingredientes de um cosmético e desejou saber a concentração dos ingredientes desse produto?

Caso a resposta seja sim, você já deve ter percebido que, a não ser que você tenha a fórmula desse produto, é quase impossível saber com exatidão a que concentração cada ingrediente foi utilizado.

Pensando nisso, resolvi escrever esse artigo para te mostrar que existe uma forma de estimar a concentração dos ingredientes de um cosmético seguindo apenas a sua lista de ingredientes. Quer saber como? Então acompanhe:

Em muitos lugares, como Estados Unidos e União Europeia, é obrigatório que as substâncias utilizadas em um cosmético estejam descritas em uma lista de ingredientes. Nessa lista, os ingredientes devem estar escritos seguindo a nomenclatura INCI e, além disso, devem seguir uma ordem de descrição: os ingredientes com concentrações superiores a 1% devem ser listados em ordem decrescente, enquanto que os ingredientes com concentrações inferiores a 1% podem ser listados sob qualquer ordem.

Sabendo disso, podemos estimar quais ingredientes são utilizados na faixa de 1%. Os conservantes, espessantes, fragrâncias e corantes (exceto em maquiagens e produtos de cobertura) são ingredientes que frequentemente são utilizados em concentrações de 1% ou menos.

Com isso em mente, você pode olhar a lista de ingredientes de determinado produto e estimar quais os ingredientes são utilizados na faixa de 1% de concentração. Os ingredientes acima dessa linha estarão, provavelmente, em ordem decrescente, e, portanto, você pode estimar a concentração de cada um deles.

Eu disse que esses ingredientes provavelmente estarão em ordem decrescente, pois, no Brasil, não há nenhuma norma que obrigue que os ingredientes de um produto cosmético sigam essa ordem. A ANVISA determina apenas que a lista de ingredientes seja escrita segundo a nomenclatura INCI, mas não determina uma ordem de descrição dos ingredientes. De qualquer forma, a maioria dos produtos segue a norma americana/europeia, e, por isso, essa dica que eu te ensinei pode funcionar muito bem para uma ampla faixa de produtos brasileiros, e, com certeza, irá funcionar para produtos estrangeiros.

Portanto, quando quiser estimar a concentração dos ingredientes de uma formulação, você deve começar pelo final da lista de ingredientes desse produto, buscando os ingredientes da “linha de 1%”. Quando souber quais são esses ingredientes, você pode olhar para os ingredientes anteriores e, com base na sua experiência, estimar qual a concentração de cada um deles, sabendo que os primeiros ingredientes são os utilizados em maior concentração.

Os ingredientes que aparecerão abaixo da linha de 1% não estarão necessariamente em ordem decrescente, e, portanto, é mais difícil de estimar sua concentração. Contudo, saber a concentração dos ingredientes com concentração superior a 1% já te dará uma boa ideia da estrutura da fórmula do cosmético em questão.

Com isso, podemos ver que saber quais os ingredientes utilizados em cada formulação é uma informação muito útil, mas a lista de ingredientes pode oferecer muito mais do que isso. É obrigatório que a lista de ingredientes esteja presente no rótulo de todos os produtos cosméticos, portanto, faça com que ela seja sua melhor amiga e desfrute de todas as informações que ela possa te oferecer!

 

Você gostou desse artigo?

Espero que sim, e adoraria saber se você achou essa dica útil, se já colocou essa dica em prática, etc., portanto, escreva sua experiência nos comentários!

O objetivo desse artigo é contribuir para a elevação do nível técnico de profissionais da área. Para qualquer orientação procure sempre um profissional habilitado como um dermatologista ou farmacêutico.

 

Referências:
ROMANOWSKI, P. [Figuring out the 1% line] Chemists Corner.
ANVISA [Resolução – RDC Nº 4, de 30 de Janeiro de 2014]