desenvolvimento cosmético

Como usar o Lauril Éter Sulfato de Sódio em diferentes concentrações

Cleber Barros
Escrito por Cleber Barros em 2 de fevereiro de 2021
04:00 min de leitura
JUNTE-SE A MILHARES DE OUTROS PROFISSIONAIS

Entre para a minha lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Saiba quais são as principais diferenças entre o Lauril Éter Sulfato de Sódio 27% e 70%.

Lauril Éter Sulfato de Sódio 

O Lauril Éter Sulfato de Sódio (LESS) é um surfactante aniônico, ou seja, possui carga negativa. Normalmente é utilizado como surfactante primário em sistemas de limpeza, como shampoos e sabonetes líquidos. 

Apresenta alto poder de limpeza e formação de espuma, além de possuir baixo custo quando comparado com outros surfactantes. É um bom espessante na presença de eletrólitos (NaCl e NH4Cl) e sua concentração usual em formulações cosméticas varia de 16 a 30%. 

O Lauril Éter Sulfato de Sódio pode ser encontrado comercialmente em concentrações de 27% (forma líquida) e 70% (forma pastosa) de ativos. A primeira opção é mais comum, por conta do fácil manuseio e principalmente dissolução.

Comportamento do Lauril Éter Sulfato de Sódio 70% em água

Na concentração de 68 a 75% de ativo, o Lauril Éter Sulfato de Sódio se apresenta como uma pasta com fluidez. Portanto, a diluição do surfactante deve ser feita gradativamente em todo o volume de água do sistema. Dessa maneira, a concentração é alterada aos poucos, de 0 até o máximo de 30%. 

Existem algumas vantagens em utilizar a versão concentrada a 70%. A maior vantagem está relacionada à redução de volume de 62% de água. Esse fator gera economia de custo de transporte e de embalagem, menores chances de contaminação microbiológica e redução do espaço de armazenamento. 

Alguns cuidados que devem ser tomados ao se formular com Lauril Éter Sulfato de Sódio são:

  • Não aquecê-lo, pois pode ocorrer hidrólise.
  • Manter o pH entre 5 e 9, já que ele é incompatível com o pH abaixo de 4.
  • Não deve ser armazenado em temperaturas abaixo do seu ponto de congelamento (0ºC).
  • Deve ser processado em temperatura acima de 15ºC. Abaixo dessa temperatura o mesmo tende a diminuir sua fluidez, dificultando seu manuseio. 

Trabalhando com o Lauril Éter Sulfato de Sódio 70%

  • Em um recipiente, adicione a concentração total de água da formulação em temperatura ambiente (entre 20 a 40ºC). Isso reduz o tempo de agitação.
  • Adicionar a concentração de LESS 70% aos poucos, sob agitação de 600-700 rpm, utilizando de preferência uma hélice dentada (dispersor cowles).
  • Quando toda a concentração de LESS 70% for adicionada e misturada, será possível adicionar os demais componentes da formulação. 

Trabalhando com o Lauril Éter Sulfato de Sódio 27%

Não há grandes particularidades ao formular com o LESS 27%. Normalmente o mesmo é adicionado após o ganho de viscosidade da formulação. Assim como todo sistema de limpeza, é importante que a agitação seja feita em velocidade baixa, evitando a incorporação de ar e consequente formação de bolhas. 

Referências
[1] AMARAL, Andrielle Sousa; DE ABREU FERREIRA, Lilian. ESTUDO DE PRÉ-FORMULAÇÃO DE SHAMPOO PARA TRATAMENTO DA ALOPECIA
[2] ANDROGENÉTICA CONTENDO CAFEÍNA COMO ATIVO. Psicologia e Saúde em debate, v. 4, n. 1, p. 147-160, 2018.
[3] CAROLEI, Luciano. Determinação de surfactantes e água em formulações de sabonetes líquidos e shampoos por infravermelho por transformada de Fourier (FTIR) utilizando a técnica de reflectância total atenuada (ATR). 2005. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo.
[4] Material de fornecedor – Infinity Pharma: https://infinitypharma.com.br/uploads/insumos/pdf/l/lauril-eter-sulfato-de-sodio.pdf 
[5] Material de fornecedor – Volp Química: http://www.volp.com.br/Volp/Comunicado_externo/2016-04-Less70Vic/BT_LESS_70_VIC.pdf?file=pdfBT_LESS_70_VIC

Olá,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.