[Infográfico] Consenso Brasileiro de Fotoproteção - as últimas recomendações da SBD

tendência e inovação

[Infográfico] Consenso Brasileiro de Fotoproteção - as últimas recomendações da SBD

Cleber Barros
Escrito por Cleber Barros em 21 de Maio de 2014
JUNTE-SE A MILHARES DE OUTROS PROFISSIONAIS

Entre para a minha lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

consenso-brasileiro-de-fotoprotecao

Vulneráveis a uma exposição perigosa.

Os brasileiros estão expostos a um risco maior em 2014. Conheça os principais pontos do primeiro consenso de fotoproteção lançado no Brasil, que traz alertas, contra-argumentos e novas indicações.

Muito se discutiu sobre a fotoproteção e sua relação com a prevenção do câncer de pele, mas um estudo recente da comunidade científica trouxe essa questão à tona.

A publicação lançada pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca), em 27 de novembro de 2013, traçou uma estimativa de 580 mil novos casos de câncer em 2014 no Brasil, e estimou dentro desse número um grupo de 182 mil casos de pele não melanoma, o câncer mais comum no País.

Após o alerta dado através do documento intitulado Estimativa 2014 – Incidência de Câncer no Brasil, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) lançou em 28 de novembro do último ano, o Consenso Brasileiro de Fotoproteção, o primeiro documento oficial sobre o tema. Este documento objetiva padronizar as recomendações de proteção a todos os profissionais de saúde, à mídia, à indústria cosmética e farmacêutica e a sociedade em geral. Serve como fonte de consulta sobre algumas dúvidas e mitos que atrapalham a adoção de práticas corretas em relação à proteção contra as radiações ultravioletas.

 

 

A SBD mostra independência ao discutir e elaborar um documento voltado para a realidade brasileira, ao rever indicações normatizadas por órgãos estrangeiros, principalmente europeus. Também impulsiona essa discussão ao expor o tema com importância, principalmente no Brasil, onde há alta incidência de radiação e uma população miscigenada.

Formuladores e manipuladores cosméticos devem sempre estar atentos a essa discussão. É fundamental estar atualizado e preparado para atender as indicações do consenso. Parte desse processo é conhecer profundamente matérias-primas e farmacotécnicas que garantam estabilidade e eficácia aos fotoprotetores. Toda e qualquer medida que beneficie esses produtos deve ser adotada.

Confira abaixo, de modo simples e prático, as principais recomendações propostas no Consenso Brasileiro de Fotoproteção.

consenso brasileiro de fotoprotecao infografico

Se o conteúdo desse artigo e infográfico ajudou você, agora é hora de promover e compartilhar conhecimento com a nossa comunidade técnica. Por essa razão, eu conto com seu apoio para também compartilhar esse conteúdo.

Adoraria saber a sua opinião. Deixe seu comentário sobre as novas diretrizes da SBD.

Olá,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

Entre para a minha lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

JUNTE-SE A MILHARES DE OUTROS PROFISSIONAIS